Palavras… tipo… muletas

— Nossa! Quando ele… tipo… olhou pra mim daquele jeito, eu fiquei tipo…
— Não, porque… tipo… eu te entendendo demais. Tipo que o cara acaba com a gente só no olhar.
— Mas a coisa está… tipo… séria pro meu lado. Eu tipo que não consigo passar um dia sem pensar nele.

Quem nunca ouviu um diálogo… tipo… assim?

Uma das principais regras para falar em público é cortar as “palavras muletas”, ou, no inglês, “filling words”, isto é, palavras utilizadas para preencher o espaço vazio causado pelo silêncio que, por sua vez, é consequência de você precisar parar para pensar — e você não quer perder a vez, certo?
Não há problema no silêncio.
Não há problema em pensar.
Mas há um sério problema em repetir essas danadas palavras muletas! Elas distraem e, muitas vezes, irritam seu interlocutor. Isso faz com que você o perca.
Portanto, vai falar em público? Vai proferir uma palestra? Vai dar aula? Controle-se e evite as muletas. Para fazer isso, ensaie. Isso mesmo. Faça como os atores que estudam o texto. Internalize o que você vai falar. Conheça bem o seu assunto. Em seguida, solte a língua. E se acontecer de precisar parar para pensar, pare, pense, volte a falar.
Um bom exercício é pedir para alguém prestar atenção em sua fala e indicar suas muletas.

As palavras muletas mais comuns são: hum, então, tipo, né, bem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s