Diniz, Debora. Cadeia: Relatos sobre mulheres. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.
Diniz, Debora. Cadeia: Relatos sobre mulheres. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

Cadeia não é um livro sobre mulheres encarceradas.

Cadeia é um corpo heterogêneo formado por cinquenta fragmentos percebidos por um olhar que se inseriu no contexto “dentro”. Esse olhar, de fora, recusou-se a simplesmente ver. Débora Diniz não é narradora da aspereza dos muros de certa penitenciária de um distrito federal de determinado país. Débora Diniz é quem faz o zoom sobre a imagem de satélite que conhecemos das prisões. Por que toda imagem é feita de pontos de luz, cada um com sua particularidade e somente no aproximar da fotografia percebemos as minúcias.

O presídio feminino da capital é sozinho, visto de longe é cimento no cerrado.

Cadeia é mais que “relatos sobre mulheres”, é um livro sobre fragmentos femininos do corpo social. É a porta aberta para o mundo “no dentro”, um convite para enxergar de perto o que a vivência de Débora Diniz, a mulher “do fora”, pode nos proporcionar.

Pedaços de realidade não me entravam na compreensão, pois me descomponho com sofrimentos segredados sob algemas.

A fragmentação do texto de Débora Diniz permite-nos ler a obra como representação da voz feminina calada pelo sistema. Se partirmos da leitura de Hélèn Cixous (écriture féminine) e do dialogismo bakhtiniano observamos em Cadeia diferentes vozes em uma relação de poder recíproco. Nota-se que há o fortalecimento do indivíduo oprimido e, portanto, diálogo e interação sem o domínio de um sobre o outro, mesmo quando há exercício de poder. No entanto, esse diálogo estabelecido não ultrapassa os muros, a não ser que alguém os quebre. Quebrar muros é romper com o cânone e escrever para superar barreiras sociais e não reforçá-las.

O livro Cadeia: Relatos sobre mulheres liberta as mulheres prisioneiras, no sentido de que traz para o olhar da sociedade que se acha livre, a realidade do mundo “no dentro”, dentro do mundo de todos nós.

Anúncios