Imitação

Nas ruas de Tiradentes, no final de uma tarde de janeiro, uma garota, cabelos raspados, camisa de malha, calça e tênis, caminhava. No olhar, a certeza de seu objetivo: um restaurante.

Sentou-se, sacou de sua mochila um livro, fez sinal para o garçom. Minutos depois, sanduíche e suco fizeram-lhe companhia. Por pouco tempo.

Mais um sinal e, depois de pagar a conta, logo ela pisava o calçamento de séculos passados, sem saber que, do outro lado da rua, um mulher, cabelos raspados, camisa de malha, calça e tênis a observava, sentada diante de um sanduíche vegetariano e um copo de suco de abacaxi com laranja. Esta era grisalha. A sua frente, o livro esquecido, se pudesse vê-la, provavelmente acharia graça do queixo caído de Ana.

No final de outra tarde, pouco antes de a lua surgir, redonda, por trás da centenária árvore e acima da cruz no topo da igreja, Ana assistia o tempo passar no vai e vem dos diferentes ritmos de pernas. Mas ele, por um instante, fez que andava para trás. A garota dos cabelos não grisalhos, mais uma vez sentou-se, comeu um sanduíche e depois do suco e da conta, ganhou as pedras.

Fosse eu personagem de Dostoiévski, a lua refletiria meus cabelos brancos, a garota atravessaria a ponte, eu tomaria um gole de vodca e depois descobriria: seu nome também é Ana.

No início de uma tarde de janeiro, com a mochila nas costas, Ana seguiu o caminho para a rodoviária.

No início de uma tarde de janeiro, com a mochila nas costas, uma garota seguiu o caminho para a rodoviária.

Em calçadas opostas, com o mesmo destino, alguns anos as separavam.

Provavelmente a garota também voltava para casa depois de experimentar a lua, os passeios e a mostra de cinema de Tiradentes.

A não ser que isso tenha sido apenas o argumento de mais uma das histórias digitadas por estes dedos frenéticos que tentam acompanhar o acelerado pensamento de Ana influenciado pela arte daquele russo que escreveu sobre a vida e todas as outras criadas com letra suor e sentimento.

*Esta crônica foi publicada na revista Rio Total.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s