O veneno da aranha vermelha

A comunidade queria se livrar da aranha vermelha. Em qualquer lugar — na praia, em casa, no restaurante e provavelmente até no motel com o amante —, o assunto era o bravo veneno daquele aracnídeo. — Cuidado com a Vermelita Venenosa! — Me disseram que uma dessas pode transformar nossa comunidade em uma selva. Aí … Continuar lendo O veneno da aranha vermelha

O tempo da escrita

O tempo da escrita é o agora. Em ritmo lento faz-se história; quando é urgente, revolta. A escrita é vivência em seu próprio tempo. Ela é íntima, forma-se na mente, constrói, desconstrói, reconstrói. É devir. Quando transforma o status quo, é revolução. A escrita é vigente; seu ritmo é respiração. No pretérito, é registro ou ficção. … Continuar lendo O tempo da escrita

Quadros de guerra

Numa noite de exposição, pessoas enquadradas pediam ajuda. Era possível ouvir gritos e choros: pedidos de clemência aos que apreciavam as obras. Vivas. De um destino construído pela maldade de quem queria nada menos — tudo a mais — que poder. Enquadradas, pessoas imploravam por vida. Os visitantes, ombros nos ombros alheios, rodopiavam como em … Continuar lendo Quadros de guerra

Um sério clichê

Você ama o outro como ama a si mesmo — seu ódio e descuido, sua falta de compaixão, seu desrespeito revelam o que você sente pela pessoa mais próxima: você.

A estrutura na escrita (vida) criativa

Uma história é um tecido alinhavado por elementos da narrativa. Há que se costurar bem, para não criar buracos nem deixar pontas de fios soltas. Nessa costura, o mais importante é como usar os fios que temos. Se o mocinho sobrevive ou morre no final, isso não importa tanto (…) Vidas são histórias e o grande spoiler de todos: vamos morrer no final.

Se pode ser escrito, pode ser filmado

Se pode ser escrito ou pensado, pode ser filmado, disse Kubrick. Mas para ser bem filmado, deve ser bem contado.

História Libânio-Drummondiana

Como é mesmo que dizem por aí sobre sermos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos? E não sei se alguém já disse isto: nossas palavras, ainda que indeliberadas, geram efeitos que não podemos prever. É mais ou menos assim. Meu bisavô Ismael Libânio provavelmente não soube prever que sua decisão e fala teriam um eterno … Continuar lendo História Libânio-Drummondiana

Curta-Metragem: Parênteses

SINOPSE  Década de 1970, certo general ditador afirma que os subversivos, simpatizantes, indecisos e indiferentes morrerão. Na mesma década, Nicanora luta pelos direitos de expressão, de liberdade e de viver. Sequestrada, mantida presa e torturada, Nick continua a lutar, agora para que sua voz não seja silenciada pelo poder do chumbo e da violência. É … Continuar lendo Curta-Metragem: Parênteses