“se eu fechar os olhos agora”

Se eu fechar os olhos agora… o que vejo? Uma série de imagens, lembranças do passado recente – ou não tão próximo assim – desejos e sonhos. Se eu fechar os olhos agora verei uma vida cheia de livros, capítulos, frases, palavras que se misturam, dividem-se em letras, embaralham-se e se transformam em outras palavras. Se eu fechar os olhos agora, vejo um bando de gente a me dizer um sem número de coisas, histórias e pensamentos. Todos sentados nas prateleiras negras de minha sala de estar.

E se eu fechar os olhos agora, Edney Silvestre aparece, nítido, com seu vocabulário apurado, preciso; suas descrições perfeitas que me levam a cada canto descrito em seu romance. Ouço a voz do narrador, acurado, que me inspira. E quando agora fecho os olhos, vejo Eduardo e Paulo a me chamarem para investigar o crime hediondo ocorrido na pequena cidade do interior do Rio de Janeiro. Ando de bicicleta com esses adolescentes e percorro as ruas de um Brasil da década de 60; vivo em um mundo onde o homem acabou de pisar à lua, onde nações lutam por poder e o temor da ditadura permea nossa vida. Se eu fechar os olhos agora, ainda poderei sentir em minhas próprias mãos o sangue da loura morta a facadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s